Conteúdo

Barreiras, grades e cortinas óticas:

DISPOSITIVOS DE SEGURANÇA OPTOELETRÓNICOS

Os resguardos de segurança sem contacto (AOPD) tais como barreiras, grades e cortinas óticas são utilizados como proteção de um acesso, de um ponto ou de uma zona de perigo. Nestes sistemas optoelectrónicos, o emissor e o recetor estão localizados em duas caixas separadas. O emissor emite luz infravermelha invisível que é recebida pela ótica recetora e avaliada por um relé de segurança externo ou integrado. Quando a zona de perigo é acedida, o feixe de luz é interrompido. Quando a interrupção é detetada, é gerado um sinal para desligar em segurança o movimento perigoso da máquina. Através de funções especiais, tais como o “blanking” e o “muting”, os dispositivos de proteção podem distinguir entre material e uma pessoa, de modo que o fluxo de material só é interrompido quando ocorre uma situação perigosa para a pessoa.

Barreiras óticas de segurança SLB

Barreiras óticas de segurança SLB
Barreiras óticas de segurança SLB

As barreiras óticas de segurança da série SLB são resguardos sem contacto (AOPD) de categoria tipo 2 e tipo 4 de acordo com a norma EN 61496. A série SLB 240/440/SLB 440-H é extremamente compacta e pode ser facilmente integrada em instalações e máquinas onde o espaço é reduzido. As principais áreas de utilização das barreiras óticas de segurança são, por exemplo, centros de maquinação automática, linhas de transferência, armazéns automatizados e sistemas de paletização. Em combinação com os relés de segurança correspondentes, os modelos 400 da série SLB atingem o nível de desempenho (PL) “e” de acordo com a norma EN 13849-1 (SIL 3 segundo a norma EN IEC 62061) com um alcance até 15 metros, enquanto que a SLB 440-H oferece um alcance até 75 metros.

Grades e cortinas óticas de segurança SLG/SLC
Grades e cortinas óticas de segurança SLG/SLC

Para uma deteção precisa de objetos de diferentes tamanhos na zona de perigo, o utilizador dispõe de grades e cortinas óticas de segurança com diferentes resoluções. A capacidade de deteção do AOPD é melhor quando há menor distância entre dois feixes adjacentes.

As grades óticas de segurança da série SLG protegem zonas e áreas perigosas em várias aplicações, tais como prensas, células robotizadas, máquinas de fundição sob pressão, sistemas de paletização, etc. Em comparação com as cortinas óticas de segurança, as grades óticas de segurança têm uma resolução mais baixa e são por isso frequentemente utilizadas para detetar o acesso do corpo humano na sua totalidade.

Grades e cortinas óticas de segurança SLG/SLC
Grades e cortinas óticas de segurança SLG/SLC

As cortinas óticas de segurança da série SLC oferecem uma resolução mais elevada do que as barreiras e as grades óticas de segurança e são por isso mais adequadas para detetar partes ou articulações do corpo humano. São sistemas de feixes múltiplos (resolução < 40 mm) com a capacidade de detetar objetos mais pequenos quando o campo de proteção é interrompido, tais como mãos ou dedos. Ao detetar partes do corpo, é feita uma distinção entre a proteção dos dedos, das mãos e do corpo inteiro. Na norma ISO 13855 são definidos os seguintes dados biométricos: - para a proteção dos dedos a 14 mm; - para deteção de mãos até 30 mm; - para deteção de pernas até 70 mm; y - para deteção de corpo inteiro a mais de 70 mm.